Guia do profissional de marketing B2B para escolher a plataforma de comércio eletrônico certa

Guia do profissional de marketing B2B para escolher a plataforma de comércio eletrônico certa


Tantos fornecedores para escolher, e tão pouco tempo para tal, por isso nós trouxemos um conteúdo completo oferecido pela Magento para te ajudar! Confira!


O influxo de fornecedores de plataforma de comércio eletrônico tem sido frequentemente citado como um dos grandes desafios para as empresas B2B que tentam digitalizar suas operações de vendas. 


Pesquisas mostram que 60,7% dos fabricantes e 38,1% dos distribuidores não possuem um site de comércio eletrônico ainda. A  Forrester preve que as transações de comércio eletrônico B2B atingirão US$1,5 trilhão em 2021, isso representará apenas 13% do total de vendas B2B naquele ano. 


Embora esteja claro que o comércio B2B está definitivamente avançando, e estamos vendo uma grande aceitação nesse novo e promissor ambiente, ainda é bastante cedo. É imperativo escolher a solução de comércio eletrônico certa, realmente criada para oferecer suporte a uma estrutura de comércio eletrônico B2B. Por isso, aqui está o conselho de Shannon Hane, Gerente Sênior de Marketing de Produto da Magento, sobre o que procurar – e as principais funções B2B que você precisa encontrar – ao avaliar as diferentes plataformas de comércio eletrônico B2B. 



  1. Verifique se vários compradores de uma empresa podem facilmente comprar de você.


Existem muitos fornecedores que se dizem especializados em comércio eletrônico B2B, mas muitos não têm recursos principais específicos do B2B. As verdadeiras plataformas de comércio eletrônico B2B possuem funcionalidade integrada que permite que empresas com vários compradores comprem de você usando a mesma conta. 


Você também precisa definir diferentes tipos de funções e permissões para esses compradores em termos de quem tem permissão para fazer compras, solicitar cotações ou fazer atualizações na conta da empresa. E a plataforma B2B e-commerce deve oferecer suporte a um processo de aprovação de pedidos com base nas permissões que controlam quanto podem gastar, os itens que podem comprar, os endereços disponíveis para envio e as opções de pagamento. 



  1. Personalização é a chave.


Seu provedor de comércio eletrônico também deve oferecer suporte à cotação de preços, além de permitir pedidos padrão para que você possa criar ofertas personalizadas para solicitações grandes ou feitas sob encomenda. Todo o processo de cotação deve ser digitalizado, com a capacidade de negociar com seu cliente, converter a cotação em um pedido quando o contrato for alcançado e efetuar check-out online. 


A capacidade de apresentar catálogos e preços personalizados para diferentes clientes também é de extrema importância, pois os compradores de B2B frequentemente negociam contratos que devem ser respeitados em todos os canais, inclusive online. As soluções devem permitir que você suporte esses termos do contrato ou se integre ao seu sistema ERP em tempo real para garantir que cada comprador tenha a experiência e o preço certos. 



  1. O pedido rápido é essencial.


Os compradores de B2B frequentemente reordenam o mesmo conjunto de produtos, repetidamente, tornando essenciais as opções de pedidos rápidos. Por exemplo, uma impressora pode oferecer a seus clientes B2B os meios para reordenar os mesmos produtos de papel e tinta mensalmente, sem precisar começar do zero a cada vez. 


A plataforma de comércio deve permitir que os compradores façam esses tipos de pedidos de maneira rápida e eficiente, digitando ou fazendo upload rapidamente dos SKUs (itens ou produtos) que desejam, criando um pedido a partir de um pedido anterior ou configurando listas de compras padrão que podem ser rapidamente adicionadas ao carrinho. Eliminar o atrito dessas experiências diárias de compra economiza tempo e os incentiva a comprar mais. 



  1. Forte desenvolvimento de conteúdo para gerar mais vendas b2b.


O forte desenvolvimento de conteúdo é essencial no cenário B2B de hoje. O comércio eletrônico B2B envolve produtos complexos e de alta consideração, e muitas vezes há várias partes interessadas envolvidas na compra. Você precisa apresentar um conteúdo rico que atenda a diferentes partes interessadas, para que possam pesquisar e avaliar com eficiência seus produtos. 


O fornecimento de informações detalhadas, como especificações do produto, design assistido por computador (CAD), guias de uso e configuração, gráficos de comparação, preços de volume, análises de usuários e muito mais permite que os compradores respondam facilmente suas perguntas para que você possa fechar o negócio. Para gerar e atualizar continuamente todos esses recursos, você precisa de ferramentas de gerenciamento que capacitem os usuários de negócios a criar, agendar e publicar tudo por conta própria, sem a ajuda da TI. 


Você também deve personalizar e direcionar diferentes recomendações de conteúdo e produto para clientes ou funções de comprador específicas. Isso permitirá que você crie uma experiência relevante e eficiente para seus clientes, que os ajudará a encontrar as informações de que precisam mais rapidamente. 


Investir no merchandising de seus produtos, incluindo a capacidade de exibir muitos ângulos diferentes por meio de imagens e dar aos compradores a capacidade de ampliar, visualizar avaliações de clientes e ver especificações de produtos é o que faz a diferença no mundo B2C, e não é diferente no espaço B2B. 



  1. Flexibilidade é fundamental, pois as coisas estão mudando rapidamente.


Com todas as mudanças ocorridas nos negócios hoje, tanto do ponto de vista da tecnologia quanto das expectativas do comprador, sua plataforma de comércio eletrônico B2B precisa atender aos seus requisitos de negócios atuais, bem como aos futuros modelos e estratégias de negócios que você pode querer empregar. Por exemplo, você pode considerar uma plataforma de comércio eletrônico que pode oferecer suporte a empresas e consumidores. 


Com o crescimento das estratégias diretas ao consumidor (D2C), as empresas B2B precisam cada vez mais se envolver com seus parceiros de canal e consumidores finais online. Ter uma plataforma que pode atender a ambos os grupos permite um gerenciamento e uso mais eficientes dos recursos e um tempo de lançamento no mercado mais rápido. 


Também existem modelos diferentes sendo testados agora no espaço B2B. Por exemplo, algumas empresas estão procurando vender serviços além de produtos para aumentar suas receitas e desenvolver um relacionamento mais próximo com os clientes. Essas empresas precisam de uma solução de comércio eletrônico que possa manipular produtos e serviços na mesma transação. 


Muitos também estão procurando vender serviços de assinatura com renovações automáticas para tornar a compra mais conveniente para seus clientes e incentivar a lealdade. Essas empresas precisam de uma solução de comércio eletrônico que suporte o gerenciamento de assinaturas, o agendamento e o faturamento recorrente. Finalmente, os mercados B2B estão surgindo para criar uma experiência completa para compradores B2B e uma nova maneira de oferecer suporte aos parceiros de canal. 



  1. Os compradores B2B são móveis.


É absolutamente indispensável que o seu provedor de plataforma de comércio eletrônico B2B ofereça suporte ao comércio móvel. Pesquisas mostram que 80% dos compradores de B2B estão usando dispositivos móveis e mais de 60% relatam que os dispositivos móveis desempenharam um papel importante em uma compra recente. 


Ter um site otimizado para celular permite atender compradores que dependem de seus Smartfones para fazer pedidos em seus locais de trabalho, bem como em seus próprios representantes de vendas quando eles visitam clientes. Isso facilita ainda mais para os compradores pesquisarem uma compra ou verificarem o status de um pedido durante o trajeto. 


Para atender a todos esses casos de uso, você precisa, no mínimo, de um site responsivo que funcione em qualquer dispositivo. Mas, cada vez mais, as empresas estão recorrendo aos Progressive Web Apps (PWAs) para oferecer desempenho mais rápido e aproveitar alguns dos recursos nativos do dispositivo, como a câmera para escanear um código de barras ou notificações push para lembrar aos compradores que é hora de fazer outra compra. 



  1. Olhe para a nuvem


As empresas B2B devem concentrar sua pesquisa de plataforma / fornecedor de comércio eletrônico em soluções baseadas na nuvem. As ofertas de nuvem no espaço comercial estão amadurecendo e oferecem vantagens distintas, especialmente para empresas B2B com experiência comercial limitada. Ao cuidar de toda a infraestrutura, as soluções baseadas em nuvem liberam sua equipe para se concentrar na criação da melhor experiência online possível. 


Além disso, as soluções em nuvem normalmente incluem ferramentas e uma presença global que ajuda você a chegar ao mercado mais rapidamente. Eles também integraram uma variedade de soluções que aumentam a segurança e o desempenho, como firewalls, serviços de rede de distribuição de conteúdo (CDN) e ferramentas de monitoramento. 


As soluções em nuvem são facilmente escalonáveis para apoiar o crescimento de seus negócios ou períodos de pico, proporcionando tranquilidade. E ter um fornecedor para o aplicativo e a infraestrutura simplifica o gerenciamento geral e tende a acelerar a resolução de problemas. As soluções de rede net-net tiram muitos dos desafios do comércio digital e garantem que você possa oferecer as experiências de desempenho, confiabilidade e segurança exigidas por seus clientes. 



  1. É preciso uma equipe qualificada para vencer no B2B


Ao considerar as opções de comércio eletrônico, também é importante avaliar o ecossistema que suporta a solução. Mudança e complexidade são constantes no mundo do comércio B2B. As empresas estão enfrentando novos públicos, modelos de negócios e estratégias de marketing. Ao mesmo tempo, eles digitalizam processos de negócios complicados e se integram a sistemas de negócios altamente personalizados. 


Com tantas mudanças, é fundamental ter um parceiro de implementação com experiência em B2B - que sabe lidar com os problemas técnicos e de gerenciamento de mudanças que provavelmente surgirão. 


Você também quer ter certeza de que seu fornecedor possui um banco confiável de parceiros e desenvolvedores de soluções em mercados ao redor do mundo para garantir que você tenha escolha e possa começar seu projeto imediatamente. Outro elemento importante do ecossistema a ser procurado é o número de soluções de suporte disponíveis para a plataforma. 


Um mercado ativo com extensões e conectores pré-criados para sistemas corporativos ajudará você a adaptar sua solução sem ter que investir em um desenvolvimento personalizado caro e demorado. Com um ecossistema forte, você obtém uma fonte constante de conhecimento e inovação para impulsionar seus negócios. 


Resumindo 


Quando se trata de comércio eletrônico, o fato é que a maioria das empresas B2B não são especialistas no setor. É por isso que é tão importante ter um parceiro e um ecossistema com a profunda experiência para ajudar a guiar sua estratégia de comércio eletrônico B2B. 


E então, se atentou às dicas dadas pela própria Magento? Então agora conte com a Híbrido e toda a sua expertise para colocar cada passo em prática para conquistar esse mercado que só tende a crescer!


Achou isso interessante? Compartilhe

Lais Bellmax
Por Lais Bellmax
Marketing

Publicitária formanda pela Univali, trabalha há 4 anos na área de comunicação. É focada no marketing das empresas Híbrido, Arpina e demacode_. Além disso também é entusiasta na área branding, moda e produção audiovisual.

COMENTÁRIOS

CERTIFICAÇÕES

E PRÊMIOS

CONECTE-SE

Vamos conversar SOBRE O SEU NEGÓCIO?

Quer ficar antenado no mundo do ecommerce?

Faça parte da nossa base de conhecimento.